Como Fazer Um Perfil Excelente No Instagram


Como Receber Dinheiro No Instagram De modo Profissional


Um retorno de gala. Então podes ser resumida a volta de Cláudio Henrique "Hannibal" ao Ultimate. Sem guerrear profissionalmente desde novembro de 2014, o brasileiro precisou exceder inúmeras lesões ao longo do tempo e aguentar com inconsistências sobre o teu futuro dentro do MMA. O faixa-preta de Jiu-Jitsu, contudo, passou por cima de todas as dificuldades e no último dia 27 de maio, pelo UFC Liverpool, voltou à organização de maneira triunfal, vencendo Nordine Taleb ainda no primeiro round ao colocar um mata-leão. Até nesta hora, estou vivendo esse momento, um estado vasto de alegria.


Passou um vídeo pela cabeça (depois da disputa), eu fiz quatro cirurgias no pé de uma vez só, fui pra 105kg (briga pela ordem meio-médio, até 77kg) e foram várias lesões no decorrer nesse tempo. Eu voltava a treinar e me machucava. Contudo estou muito orgulhoso do que eu fiz, minha primeira finalização no UFC, representei o Jiu-Jitsu e de imediato vou me empregar ainda mais pra notar mais vezes esse gostinho no maior evento do mundo - disse o faixa-preta.

  1. Hellobar (pago)
  2. 11º. Tags do canal
  3. Como digitar uma incrível publicação de site
  4. 19/jan/2018 — O utilizador Red123 é eleito administrador
  5. Que focos foram abordados nos artigos concorrentes
  6. Miracle Mile no Planet Hollywood Hotel
  7. Qual celebridade você adoraria de ser

Foram 4 anos sem brigar. Menos pessoas me incentivaram. A maioria me falava para me aposentar, gente da minha família, amigos… Acho que o meu superior incentivador fui eu mesmo, em razão de eu a todo o momento acreditei em mim e no meu sonho. Eu a todo o momento comprei a revista TATAME, acompanhava a galera da BTT e da Carlson Gracie guerreando no Pride e no UFC e eu queria ser semelhante aos caras. Mesmo sendo de uma cidade do interior de Minas que não tinha tradição no esporte, eu tinha este sonho.


A minha desejo de vencer e me exceder a cada dia vem desde criança. Fiquei quatro anos distante, meu organismo não estava lá, porém meu espírito a todo o momento esteve dentro daquele octógono. E a minha performance foi aquela que todo mundo viu. Muita gente dizendo que parecia que eu nem tinha ficado em tal grau tempo distanciado do octógono.


Briga é o ar que eu respiro, é a minha religião, é no que eu penso 24 horas por dia. Eu tinha certeza que o repercussão seria aquele. Meu oponente tinha seis vitórias no UFC, um cara muito duro, e combater com ele só me valorizou ainda mais. Aguardava um retorno ao UFC tão 'ideal' portanto?


O regresso saiu como eu visualizei. Eu faço um serviço de mental coach e, nesse trabalho, fazemos visualizações. Deste modo, desde que eu assinei o contrato, eu prontamente visualizava isso. Eu sempre desejo encerrar as minhas batalhas no primeiro round. Eu irei para finalizar. Infelizmente, nas primeiras disputas do UFC, eu não terminei, uma vez que sentia que tinha o peso de estar brigando no maior evento do universo.


Entretanto, pra essa batalha, eu fui com a cabeça tranquila, queria usufruir cada momento ali no octógono, e acredito que isto tenha feito toda a diferença. Aspiro agradecer muito ao coach Betão. Fez toda a diferença entrar com a desejo de estar ali. Eu curti todos os momentos, desde o corte de peso, os treinos, a minha chegada no hotel, foi tudo prazeroso.


Tive assim como o suporte do meu head coach, o Alex Chadud, ele veio pra Londres e ficou duas semanas nesse lugar comigo. Ele tem uma energia incrível! Não foi novidade o consequência, eu visualizava isso. Podes parecer arrogância, entretanto não é. É convicção no meu serviço. A emoção foi de realização, visto que eu esperei por quatro anos.


Até sem demora, estou vivendo este momento, um estado amplo de alegria. Passou um filme na cabeça, eu fiz quatro cirurgias no pé de uma vez só, fui pra 105kg e foram numerosas lesões ao longo desse tempo. Eu voltava a treinar e me machucava. Contudo estou muito orgulhoso do que eu fiz, minha primeira finalização no UFC, representei o Jiu-Jitsu e imediatamente vou me usar ainda mais pra notar mais vezes esse gostinho no maior evento do universo. Eu fui oferecer a mão pra ele no desfecho da competição pra cumprimentá-lo e ele comentou: 'não me toca, não encosta em mim'.


Eu descobri esquisito aquilo. E depois, no hotel, eu cumprimentei o treinador dele e tentei cumprimentá-lo bem como. Ele passou direto por mim, todavia depois voltou e começou a me agredir verbalmente, inclusive com xingamentos homofóbicos, alegou que se lutasse comigo 10 vezes, me ganharia as dez vezes, me chamou para a disputa e me acertou um chute.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *